mercredi 14 janvier 2009

Primeiro Haïku

O sol
cai no chão.
Crescem as flores.

Samuel (7 anos)

3 commentaires:

Dinis Lapa a dit…

O Samuel é teu filho?

É um haiku ingénuo, no entanto sabedor e profundo. Recordo-me do início do primeiro poema que escrevi, quando tinha também uns 7 anos, algo como: "O sol brilha por entre as mães(...)"

um abraço

ma grande folle de soeur a dit…

Sim Dinis, o Samuel é um dos gémeos! É um pequeno génio da matemática (aos 4 anos queria saber o q havia abaixo do zero e onde acabavam os números!) por isso foi assaz surpreendente esta produção... pois o outro é q tem mais jeito para as letras... :)) Pelos vistos é aos 7 q se forma o poeta! ;)) Eu n fui tão precoce! Beijos

pn a dit…

Auspiciosos começos...

Um dia, andava com o meu sobrinho Renato (fez ontem 28 anos, teria então 8 ou 9) pelas cumeadas da Serra do Açor e ele saiu-se com esta:
"Parrinho, roubámos o céu às águias!"
Há nestes dizeres de infantes lógicas profundas para as quais perdemos a boca de dizer...