mercredi 29 octobre 2014

haïku

sous l'arbre aux mille bras -
corbeaux et pies jacasses
fouillent les feuilles mortes

lundi 27 octobre 2014





MILAGRE


Um odor a crisântemos
e o outeiro acorda.
Lateja uma ave
no dia mais largo.
O céu enorme:
o zumbido da mosca assusta-te
mais do que a mim.

Fernando Namora in MARKETING





dimanche 26 octobre 2014



CANTO TARDIO


Antes que o Inverno chegue
volto a ser a cigarra. Canto.
Da laboriosa agonia me liberto e exalto.
Canto sem cegar o tempo
temendo e saboreando o tempo,
galo da aurora
que não tem tempo de acordar dormindo.
De celeiro vazio, canto,
surdo aos lobos e aos ratos
que esgadanham o restolho.
Canto no Outono, que é oiro velho
e um rosto rugoso e macio.
Canto só por que é tarde para o canto
e a cantar adio o que tarde veio.
Cantando abro-me às formigas
e ofereço-lhes o indigesto banquete
para que a morrer cantando
me devorem vivo.
Fernando Namora in MARKETING