vendredi 19 septembre 2008

Tanka

Mesmo que a flor solitária
perca as pétalas,
quando o vento
vem varrer a tristeza,
há que deixá-lo soprar!

2 commentaires:

Dinis Lapa a dit…

"Sem palavras" são duas palavras sobre o indizível. Mesmo muito bom.

Fala-me sobre o tanka.

ma grande folle de soeur a dit…

Obg:))
Ora o tanka: "...the form of waka or tanka (which means short poem) was obtained by reducing the series 5,7;5,7;7..." " Dessa forma dual se desprende depois a primeira estrofe (hokku) hoje mais conhecida por haiku... O tanka é constituído por 31 sílabas japonesas, é apresentado em tradução por 5 linhas q, de acordo com o registo sonoro original, correspondem a 5 versos metricamente alternantes de 5,7,5,7,7... Citando ainda Blyth, "Haiku are self-oblitering; they are the real "Songs without words". In waka or tanka there is still a kind of poetic haze between us and the thing...From the haiku point of view, waka say too much" R.H.Blyth, Haiku I. Eastern Culture, Tokyo, The Hokuseido Press, 1984