vendredi 30 janvier 2009

Haïlaï

como um autómata -
varro o chão da cozinha
às escuras!

vende-se tudo:
da banha da cobra
ao corpo em crise -
dizem os especialistas

vento do mar
not 4 sale yet -
Let's sail away!

4 commentaires:

O diabo está nos detalhes a dit…

a revista do expresso? :)

Dinis Lapa a dit…

Gosto muito do último, há que usar os ventos que ainda nos pertencem, a nós e a tudo. **

Alexandre a dit…

Let me sail, let me sail, let the Orinoco flow,
Let me reach, let me beach on the shores of Tripoli.
Let me sail, let me sail, let me crash upon your shore,
Let me reach, let me beach far beyond the Yellow Sea.

From Bissau to Palau - in the shade of Avalon,
From Fiji to Tiree and the Isles of Ebony,
From Peru to Cebu hear the power of Babylon,
From Bali to Cali - far beneath the Coral Sea.

Alexandre a dit…

se o "poema" for este acima, não é meu - é a letra desse grande clássico new age da Enya, dos anos 90(?) chamado orinoco flow (achei que ficava bem aqui, com aquele sail away acima... :)