dimanche 15 juin 2008

Haiku du XXe siècle

Un jeune homme vient
en toute innocence
pour poignarder

(Abe Kan'ichi)

D'une lente amplitude
mon pouls à l'unisson des vagues -
les mouettes flottent

(Shijô Haku)

Soir de ma vie -
partout
des oiseaux perchés

(Nagata Kôi)

3 commentaires:

Daterra a dit…

olá Lucilia,

obrigado pela informação deixada no meu blog e pelo reconhecimento.

conheço ainda pouco de haiku mas gosto do "espírito", por isso tenho brincado um pouco e estou interessado em aprender mais.

vamo-nos lendo por aqui.

obrigado e abraço

Dinis Lapa a dit…

Gosto especialmente do do Abe Kan'ichi. Podia ter sido escrito pelo Rimbaud.

ma grande folle de soeur a dit…

Sim de facto podia. A mim o q me interpelou foi o ter associado este haiku aos recentes acontecimentos no bairro de Akihabara...