mercredi 28 mai 2008

Haiku

Papillon de nuit,
la lampe n'est pas
un soleil.

8 commentaires:

David Rodrigues a dit…

Toda a luz e também uma condenação.
É isso?

David

hfm a dit…

1 abraco de Strasburgo. Hoje deixei na Cabotagem um haiku

josé louro a dit…

Obrigado pelos teus comentários lá no meu cantinho. É bom saber que passaste por lá.
Abraço.

Dinis Lapa a dit…

Parece-me daqueles haikus irónicos muito típicos do Kobayashi Issa. Gosto...muito. O sentido pode ser de "as aparências iludem", ou "não tenhas medo", ou mesmo "tem cuidado com o falso". Mas o que eu gosto na poesia, à qual os haikus, obviamente, estão intimamente ligados, é que fala do indizível, e esse sentimento de surpresa e profundidade dão-me o prazer que procuro e que encontro em textos como este.

ma grande folle de soeur a dit…

David, espantosamente o Dinis respondeu à tua pergunta. O q eu te responderia foi o q ele magistralmente escreveu.Como dizem os gauleses: il m'a littéralement coupé l'herbe sous les pieds.

ma grande folle de soeur a dit…

Dinis, descortinaste o sentido profundo deste haiku... eu tb procuro esse mesmo prazer inefàvel nos textos poéticos. A comparaçao com o Issa (merecida ou imerecida) enche-me de orgulho pk é um dos meus mestres preferidos.

ma grande folle de soeur a dit…

José, é um prazer passar pelo teu cantinho... os teus desenhos sao magnificos. Haikus visuais...

ma grande folle de soeur a dit…

Helena, fantàstico... e eu q nunca me tinha apercebido q existia o Cabotagem... gostei do teu primeiro passo no mundo dos haikai... quero ver mais... uma boa viagem pela minha outra terra...